,

Saiba como montar o seu primeiro currículo com sucesso

Saiba como montar o seu primeiro currículo com sucesso

Das muitas angústias que surgem quando alguém está em busca do primeiro emprego, elaborar o primeiro currículo possivelmente é a mais recorrente. É normal sentir um grande frio na barriga ao pensar: “mas se eu não tenho experiência e vou começar agora, como fazer minha apresentação ser interessante?”.

Se esse é o seu caso, não se desespere. Pense no seguinte: qualquer profissional bem-sucedido em sua carreira atualmente precisou fazer seu primeiro currículo, e pelo visto a cadeia de acontecimentos gerou um resultado positivo, não é mesmo?

Ou seja: a tarefa não é impossível nem precisa ser um pesadelo, mas algumas orientações são válidas para não errar. Quais são os dados imprescindíveis? O que pode ser considerado excesso? Como compensar a falta de experiência?

Aqui, reunimos informações e dicas para você montar seu primeiro currículo com sucesso e ver o convite para a entrevista chegar antes do que imaginava. Vamos começar?

Crie um currículo específico para cada situação

O primeiro aspecto que você deve ter em mente ao montar um currículo é que situações diferentes vão demandar currículos diferentes. É fundamental que você saiba bem como e onde vai divulgar o documento para agir com estratégia.

Se você está em contato direto com uma empresa específica para conquistar uma vaga, é recomendável que as informações listadas considerem o que a organização precisa saber e valoriza. Em casos como esse, indicar qual a função pretendida e área de atuação é importante, assim como aquilo que te torna uma opção interessante para a vaga.

Já no caso de cadastro de currículo em site de empregos, o material precisa ser mais genérico, uma vez que você não sabe quais empresas terão acesso às suas informações. Porém, mesmo com uma dinâmica menos direcionada, jamais deixe o currículo incompleto, sem as informações mais relevantes.

Preste atenção nas informações essenciais

Afinal de contas, o que deve constar em um currículo? Preparamos para você um roteiro básico, para não deixar nada importante de fora.

Dados pessoais

Antes de mais nada, seu currículo deve apresentar seus dados pessoais, preferencialmente organizados da seguinte maneira:

  • nome completo (em destaque);
  • idade;
  • estado civil;
  • endereço completo (o CEP não é necessário);
  • telefone (celular e fixo);
  • e-mail para contato (cuidado com endereços sem seriedade, com apelidos, por exemplo).

Objetivo

O próximo passo é informar, de forma breve, qual seu objetivo na empresa, ou seja, qual sua posição de interesse e área. O ideal é não indicar mais de uma área, pois os recrutadores podem entender isso como falta de clareza com suas metas profissionais. Objetivos diferentes não podem ser listados no mesmo currículo.

Formação acadêmica

Logo após, você já pode partir para a formação acadêmica, apontando seu grau de escolaridade (mesmo que incompleto ou em curso). Nesse tópico, deve constar o ano de conclusão ou conclusão prevista (ou período da graduação, por exemplo) e o nome da instituição de ensino. O que é mais recente sempre encabeça a lista.

Você também pode (e deve) informar nesse tópico cursos técnicos que faz ou tenha feito, da mesma maneira como já explicamos.

Experiência profissional

O passo seguinte seria informar suas experiências profissionais. Mas, como trata-se do primeiro emprego, você pode incluir outras experiências, como aquelas em empresas júnior da universidade, ou projetos de iniciação científica, por exemplo.

Estágios, mesmo que rápidos, devem ser mencionados. Lembre-se de falar dessas experiências de maneira resumida, para gerar interesse no recrutador, mas não tomar tempo demais. Informe o período em que elas aconteceram considerando mês e ano.

Idiomas, informática e outros cursos

Nesse momento, você deve listar os cursos que já fez e que podem enriquecer muito seu primeiro currículo. Entram aqui os cursos de idiomas, de informática e softwares específicos.

Você deve informar a carga horária, data de início, de término e nome da instituição de ensino. Mas, atenção: só coloque no seu currículo os cursos que têm ligação com a vaga desejada ou que contribuíram efetivamente para sua formação.

Informações adicionais

Se você já participou de atividades de voluntariado ou já fez intercâmbio, esse é o tópico em que essas experiências devem estar. Os dois exemplos aqui listados favorecem muito o candidato na busca pelo primeiro emprego, pois mostram proatividade e disponibilidade.

Não exagere

Se há informações imprescindíveis, existem outras totalmente dispensáveis. Insistir em algumas, inclusive, pode até mesmo estragar sua chance de conquistar uma vaga. Por isso, atenção à lista do que não deve constar em um currículo:

  • foto (exceto quando for uma exigência do empregador);
  • número de documentos;
  • título, como “curriculum vitae” ou “currículo”;
  • nome dos pais, cônjuge, filhos;
  • referências pessoais (contatos de pessoas que podem falar sobre o profissional);
  • pretensão salarial (sob pena de fazer com que você perca a vaga! Informe apenas se for uma exigência do empregador);
  • cartas de referência;
  • certificados de cursos realizados;
  • histórico escolar;
  • carta e assinatura;
  • habilidades genéricas (como comprometimento, responsabilidade, etc.).

Drible a inexperiência

Ninguém espera que quem procura um primeiro emprego tenha uma experiência profissional sólida. Mas você pode compensar essa lacuna no seu currículo enfatizando os conhecimentos que você tem que te habilitam a desempenhar a função desejada. Frise, por exemplo, qual seu grau de domínio de softwares importantes para a função.

Não menospreze as experiências de trabalho temporário e voluntário que você já teve, ou mesmo a bagagem de conhecimento adquirida em empresas júnior.

O intercâmbio deve ser sempre ressaltado, uma vez que o domínio de línguas conta vários pontos na seleção (além de provar que você não tem medo de novos desafios).

Fique de olho na apresentação

A forma como um currículo chega até as mãos do recrutador diz muito sobre o candidato. Por isso, tenha atenção redobrada aos seguintes aspectos:

  • tente não ultrapassar duas páginas ou o currículo vai parar na pilha dos não lidos;
  • erros de português no documento são imperdoáveis;
  • adote recursos para organizar as informações. Diferencie os títulos com negrito ou caixa alta;
  • se for enviar por e-mail, escreva no campo “assunto” o nome da vaga para a qual deseja se candidatar;
  • caso entregue seu currículo impresso, certifique-se de que as folhas não estão amassadas ou manchadas. Envelopes são de bom-tom.

Seja verdadeiro

A última dica, que na verdade é uma regra, é: seja totalmente honesto ao escrever seu currículo. Não afirme ter habilidades que não tem. O currículo é um documento e o seu caráter é medido pela veracidade das informações. Tentar floreá-lo para impressionar pode ser um tiro no próprio pé.

E então, gostou do nosso conteúdo especial com dicas para montar o primeiro currículo? Se você quiser ousar mais e a área permitir, veja nosso artigo sobre como criar um videocurrículo e boa sorte!

4 Respostas
  1. O que o candidato precisa entender é que, um currículo é uma carta de venda, e é através desta carta que o candidato oferece seus serviços. Muito boom conteúdo, boas dicas

    1. Isso mesmo, Aroldo! O cuidado com o currículo é de extrema importância para conquistar a vaga dos sonhos 🙂

  2. Quanto conteudo de qualidade encontrei aqui no site. Agradeço por compartilhar. Sucesso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *