O que é e como funciona uma graduação tecnológica?

O que é e como funciona uma graduação tecnológica?

Seja por exigência do mercado de trabalho ou mesmo para desenvolvimento pessoal, é fato que a educação superior tem valor considerável no currículo dos indivíduos. Nem sempre, entretanto, um curso de bacharelado nos moldes tradicionais consegue suprir todas necessidades e anseios que se apresentam.

Por isso, é importante conhecer as opções existentes, de modo a fazer a melhor escolha. Você sabe, por exemplo, o que é graduação tecnológica? Conhece suas características e principais benefícios? Sabe responder, sem hesitação, se essa modalidade de curso é ideal para o que procura?

Não se preocupe: neste post, vamos responder todas essas questões e proporcionar condições para que você tenha elementos suficientes para a melhor tomada de decisão. Boa leitura!

O que é graduação tecnológica

Trata-se de um curso de graduação, porém com uma duração média de 2 a 3 anos, em oposição aos bacharelados e licenciaturas que costumam levar pelo menos 4 anos para conclusão. Como é um curso superior, podem concorrer à vaga as pessoas que tenham concluído o ensino médio ou equivalente.

Engana-se, no entanto, quem pensa que uma graduação tecnológica é um bacharelado “compacto” ou “resumido”. Na verdade, a principal diferença entre os dois tipos está no direcionamento que é oferecido: enquanto a graduação tradicional possui foco mais amplo em elementos teóricos e conceituais, a tecnológica privilegia o desenvolvimento de competências profissionais, de acordo com as demandas do mercado.

Os cursos de tecnólogo — como são comumente chamadas as graduações tecnológicas — nasceram com a necessidade de formar profissionais para nichos específicos, que exigem pessoal qualificado e possuidor de conhecimento prático sobre as questões envolvidas no trabalho.

Nesse contexto, uma graduação tecnológica é indicada especialmente para quem busca qualificação profissional, uma vez que esse tipo de curso forma pessoal especializado para atuar diretamente em determinadas áreas e funções. Por isso, caso seu objetivo seja obter formação mais rápida em um segmento específico, é provável que essa modalidade seja a mais indicada.

Cursos disponíveis

De acordo com o MEC, os cursos de graduação tecnológica são divididos em eixos temáticos, que são utilizados como norte para seu conteúdo programático. Dessa forma, você encontrará cursos para formação de tecnólogos nos seguintes campos:

  • ambiente e saúde;
  • apoio escolar;
  • controle e processos industriais;
  • gestão e negócios;
  • hospitalidade e lazer;
  • informação e comunicação;
  • infraestrutura;
  • militar;
  • produção alimentícia;
  • produção cultural e design;
  • produção industrial;
  • recursos naturais;
  • segurança.

Cada um dos eixos temáticos, por sua vez, engloba diversos cursos. No site do MEC, você pode consultar a descrição detalhada de cada um, assim como a carga horária mínima e a infraestrutura recomendada para realização e aprovação do referido curso.

Benefícios da graduação tecnológica

A vantagem mais evidente de um curso de graduação tecnológica é a obtenção de um diploma de nível superior em tempo reduzido. Com isso, o tecnólogo pode ingressar no mercado de trabalho, ocupar novas funções na empresa em que trabalha ou ainda buscar novas oportunidades de maneira mais rápida.

Adicionalmente, o enfoque prático desse tipo de curso proporciona aos egressos a capacidade de aplicação imediata dos conhecimentos, em situações reais. Esse fator se caracteriza como uma vantagem competitiva diante de alunos de bacharelado, que apresentam maior domínio teórico, mas pouca ou nenhuma prática profissional.

Por fim, embora não menos importante, está a possibilidade de participar de concursos públicos e de processos seletivos para cursos de pós-graduação, garantida aos portadores de um diploma de graduação tecnológica.

Diferenças entre graduação tecnológica, bacharelado e curso técnico

Por utilizarem muitas vezes nomenclatura comum e possuírem algumas características similares, não é raro que ocorra alguma confusão sobre o entendimento entre as três modalidades. Conheça as principais diferenças entre elas:

Foco

Conforme já mencionado, um bacharelado possui ênfase em aspectos mais conceituais, teóricos e que privilegiam a pesquisa acadêmica. Assim, o curso costuma ser mais generalista, oferecendo uma visão apenas superficial de uma quantidade maior de assuntos.

A graduação tecnológica, por sua vez, direciona o ensino para questões práticas e objetivas, visando com isso o atendimento à demandas do mercado de trabalho que exigem conhecimento detalhado sobre determinados assuntos. Aqui, temos maior profundidade sem descuidar de alguns elementos teóricos.

Já os cursos técnicos servem para atender às necessidades de uma formação extremamente rápida e voltada para áreas profissionais específicas.

Duração

Uma graduação nos moldes tradicionais costuma durar de 4 a 6 anos até a conclusão. A formação de um tecnólogo, por outro lado, pode ser obtida com a participação em um curso que dura de 2 a 3 anos. Quando se trata de cursos técnicos, o tempo é determinado pelas necessidades e especificidades do tema, podendo variar de alguns meses até mais de um ano.

Forma de ingresso

Por serem cursos de nível superior, regulamentados e controlados pelo MEC, as graduações tecnológicas possuem exatamente as mesmas exigências dos bacharelados, ou seja, a conclusão do ensino médio e aprovação em processo seletivo próprio. Os cursos técnicos, via de regra, solicitam apenas análise do histórico escolar dos candidatos, embora essa exigência nem sempre esteja presente.

Certificação

Em função de suas características, tanto a graduação tecnológica quanto o bacharelado proporcionam um diploma de conclusão de curso de nível superior, válido em todo o território nacional e emitido por instituições de ensino (universidades) certificadas. Por isso, ratificamos que ambos são válidos para participação em concursos públicos que exigem nível superior, bem como inscrição em cursos de pós-graduação.

Já o curso técnico provê aos alunos que o frequentam um certificado de conclusão do respectivo curso, em geral mencionando o conteúdo programático e carga horária.

Independentemente da sua opção por um bacharelado ou graduação tecnológica, é importante que a escolha leve em conta a qualidade da instituição de ensino que está oferecendo o curso. Verifique cuidadosamente o histórico e reputação da universidade, assim como as avaliações do programa.

Nesse post, explicamos o que é graduação tecnológica, assim como as áreas atendidas por esse tipo de curso e suas diferenças para bacharelados e cursos técnicos. Você sabia que esse curso também pode ser realizado por meio de ensino a distância, com a segurança e todos os benefícios inerentes a essa modalidade? Conheça um pouco mais sobre essa opção!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *