Dicas para mudar de carreira

Dicas para mudar de carreira

Muitos profissionais se deparam com a situação de mudar de carreira e seguir um novo caminho, seja com uma promoção ou até mesmo com uma transição de empresa, área ou profissão.

Essa mudança, como qualquer outra, está repleta de dúvidas e insegurança. Mas existem algumas atitudes que facilitam o processo e dão o suporte necessário para que a transição seja feita de modo seguro e consciente.

Então, se você está pensando em mudar de carreira, mas ainda está com muitas dúvidas, fique ligado nestas 12 dicas que preparamos para você!

1. Conheça a si mesmo

Mudar de carreira é um passo muito importante. Por isso, antes de tomar qualquer decisão, faça um exercício de autoconhecimento. Entenda a sua trajetória profissional e qual será o seu posicionamento diante do novo.

Conhecer-se é fazer perguntas a si mesmo para que você esteja bem preparado para um novo caminho. Algumas dessas perguntas podem ser:

  • quais são as suas aspirações?
  • como foi a sua trajetória profissional até este momento?
  • na sua trajetória, quais são as aspirações que você não alcançou, mas gostaria de realizar?
  • neste momento, quais são os fatores mais importantes na sua vida profissional? (Ex.: ambiente, salário, cargo, benefícios, flexibilidade de horário etc).

Ter certeza do que você quer é fundamental para evitar arrependimentos. E o autoconhecimento ajuda a eliminar incertezas, contribuindo para uma escolha bem fundamentada.

2. Pesquise o mercado

O mercado de trabalho está em constante mudança e, diante disso, você precisa estar atento à nova área em que pretende atuar. Saiba qual é a demanda atual das empresas e quais são as oportunidades.

Para fazer uma transição de área é necessário, ainda, analisar de forma realista quais são os aspectos que envolvem essa mudança. Nesse sentido, é importante escolher uma profissão que você goste e para a qual tenha talento, mas que também tenha demanda.

Assim, você garantirá que a nova carreira proporcione estabilidade e crescimento, de modo que a recolocação profissional não seja um risco, mas, ao contrário, que amplie o seu leque de oportunidades.

3. Converse com outras pessoas

Quem já passou por uma transição de carreira pode ajudar bastante nessa fase. Claro que cada um tem suas particularidades e, consequentemente, seu próprio caminho. Mas é importante considerar as dicas, experiências e conselhos de alguém que já fez essa mudança.

Isso ajudará a enxergar outros pontos de vista ou mesmo alguns aspectos aos quais você não esteja dando atenção. Especialistas em carreira, como os coaches, também podem ajudar, já que têm uma visão aprofundada dos aspectos mais relevantes nesse processo.

Outra opção é conversar com pessoas que já atuam na área para a qual você quer mudar. Elas podem explicar as condições de trabalho na prática, orientar os melhores caminhos para construir a carreira e contribuir para que você evite aqueles erros comuns de iniciante.

4. Faça um planejamento

Além de ter certeza do que quer, é preciso saber como chegar aonde se deseja. Por isso, o processo de transição exige um planejamento detalhado. Para construir uma nova carreira, é preciso ter em mente seus objetivos, bem como as ferramentas, as técnicas e os conhecimentos necessários.

Faça um cronograma com as etapas e as ações que levarão aos resultados almejados. Por exemplo, você pode começar estabelecendo fatores como: quais conhecimentos precisa adquirir, em qual cargo deseja atuar e quais as carências mais urgentes para trabalhar na nova área.

Ao longo do tempo, veja o que já alcançou, o que ainda falta e fique atento às transformações do mercado. À medida que você atingir novas fases na carreira, faça uma revisão nos planos, considerando a dinâmica de transição.

5. Estabeleça metas

Outra dica é definir metas para dar objetividade ao processo e executar cada etapa no tempo certo. Com metas a curto, médio e longo prazo, é possível construir a nova carreira aos poucos, aumentando os objetivos com o tempo.

É preciso ter em mente que, em uma nova área, provavelmente você terá de começar em níveis mais baixos. Por isso, não adianta tentar chegar lá no topo sem passar por todo o processo de construção de uma carreira.

Isso pode gerar frustração, além de fazer com que você desista nas primeiras dificuldades. Metas tangíveis e reais podem ajudar a percorrer o caminho com determinação e força.

6. Busque novas formas de aprendizado

Aprender o máximo sobre a nova área é crucial para que você seja visto pelo mercado como, de fato, um profissional. E não apenas como um iniciante ou júnior, mas alguém qualificado e que atenda as expectativas do mercado.

Assim, para receber aceitação do mercado ao mudar de carreira, é preciso estudar muito e se qualificar. Você pode participar de palestras, workshops, fazer cursos, dentre tantas formas de aprendizado.

Uma pós-graduação, por exemplo, é uma ótima alternativa. Com uma especialização na nova área, você vai se atualizar, adquirindo os conhecimentos necessários, além de agregar à formação que já tem. Além disso, você obtém um diferencial para se desenvolver e crescer na carreira.

7. Considere fazer uma nova graduação

Atuar em uma área diferente da atual é um bom motivo para retomar os estudos. Por isso, considere também cursar uma segunda graduação, que seja mais direcionada aos novos rumos profissionais.

Cursos de ensino a distância, por exemplo, têm várias vantagens no contexto de mudança de carreira. Eles oferecem preços mais acessíveis, além de mais flexibilidade de horário. Assim, mesmo para quem tem uma rotina intensa, é possível conciliar faculdade, trabalho e os cuidados com o lar.

Permitindo que você se adéque ao seu ritmo e horário, a educação a distância oferecida por universidades reconhecidas garante, ainda, qualidade acadêmica e aprendizado para se desenvolver na nova profissão. Além disso, é um excelente atrativo para seu currículo.

8. Atualize seu currículo

Este é o momento de dar um upgrade no seu currículo. Busque expor seus pontos fortes e também as trajetórias que estão, de alguma forma, ligadas à sua nova área de atuação.

Nesta ocasião, seu currículo será direcionado para uma nova posição — não se esqueça disso! Portanto, atualize as informações e deixe claro qual é o seu objetivo profissional.

Vale ressaltar que suas redes sociais também são muito importantes. Atualize o LinkedIn e, caso faça parte da sua área, seu portfólio de projetos.

9. Fortaleça o seu networking

A sua rede de contatos é de extrema importância. Em um primeiro momento busque encontrar profissionais que já pertencem à área em que você deseja entrar, pois eles podem dar dicas e ajudar nessa fase. Caso você não conheça ninguém da área, comece a criar uma rede de contatos.

Aqui, novamente, as suas redes sociais podem ser uma excelente ferramenta. Além do LinkedIn, como já falamos, o Facebook e o Twitter, por exemplo, também podem auxiliar nesse processo. Mas lembre-se de utilizar seu perfil nas redes sociais com estratégia e com o devido cuidado, para que transpareça suas qualidades pessoais e profissionais e amplie seu networking.

10. Prepare-se financeiramente

Fazer uma mudança de carreira impacta diretamente a vida financeira. Pelo fato de ser um começo, provavelmente você vai para uma posição abaixo da sua atual, o que pode significar um salário menor.

Por isso, esteja preparado! Além de todas as análises que nós recomendamos, verifique se você tem uma reserva financeira suficiente para passar pelo momento de transição, a fim de garantir que você e sua família não passem necessidades.

Para enfrentar essa fase com mais segurança, a dica é fazer uma economia durante um período, cortando aqueles gastos mais desnecessários. Ao evitar estresse, a reserva permitirá que você se dedique melhor à nova carreira.

11. Defina um período de transição

A transição não precisa acontecer de uma hora para outra. Você pode determinar um período para se preparar. Durante esse tempo, além de acumular a reserva financeira, você pode adquirir mais capacitação e conhecer melhor a área.

Por isso, um planejamento antes de mudar de fato também é importante. Com essa fase de adaptação, a transição propriamente dita ocorrerá na hora certa e com tranquilidade. Além disso, você evita agir por impulso, conquistando segurança material e emocional e se sentindo, consequentemente, muito mais preparado.

12. Cuide da sua saúde

Por fim, mas não menos importante: cuide da saúde física e mental. Para tanto, elimine o sentimento de culpa, se esse for o seu caso. É comum sentir receio por achar que está desperdiçando tempo e investimento. Mas não há nada de errado em querer mudar de carreira. Trata-se de um processo de evolução pessoal e profissional.

Portanto, procure ter paciência e aceite as fases difíceis que possam acontecer durante a transição. Saiba que o período pode ter momentos de estresse e preocupação, mas também de novos desafios, aprendizados e conquistas.

O importante é manter o foco e a perseverança, sem deixar de lado os cuidados com a saúde e com a qualidade de vida.

Seguindo essas dicas, você vai evitar possíveis riscos e erros durante o processo de mudança profissional, tornando-o mais seguro e prazeroso. Se está pensando em fazer uma pós-graduação para mudar de carreira com êxito, tire todas as suas dúvidas sobre as diferenças entre a especialização e o MBA.

3 Respostas
    1. Que legal Vera 🙂 Mudar de carreira é um passo muito importante, esperamos que você alcance esse seu novo objetivo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *